Três horas da manhã

Acordei pra começar o meu dia assim

Cedo

Quero assistir algumas notícias

Escutar algum podcast correndo na academia

E preparar um café da manhã para o sol que vem

Eu tenho uns amigos loucos

Dois deles vieram começar o dia louco deles aqui, antes do sol nascer

O nome disso talvez seja, viver

A gente se divertiu muito

Eles trouxeram água de coco

Meu celular não faz barulho e não vibra quando alguém toca para mim

Continua lá

Morto

Mas peguei ele do meu bolso justo na hora em que você me ligava

Estou indo até você

Meus amigos acabaram de sair

Tenho uma música pra te mostrar

Vou fazer um almoço pra nós dois

Era sábado

Eu trabalho muito aos sábados

Aquela manhã me revigorou

Concluímos compromissos dos próximos dias

Tudo programado para estrear nos sites e canais

Estamos em paz

O almoço ficou bom

Por sua causa

Adoro o jeito com que você me ajuda

Sempre atento

E eu mais ainda

Pra você

Só abra quando eu for embora, você aguenta esperar?

Não, não pode rasgar um pedaço

Por que você ri desse jeito?

Me faz rir junto

É uma alegria quando estou contigo

Preciso ir

Atravessando a cidade

Feliz

Alimentado

Sagaz

Eu amo trabalhar

Nunca, jamais deixarei que me tirem esse direito

Proclamar

Dizer

Concluir

No filme que vamos estrear, escolhi suas intonações para dirigir os atores

Eu interpretando para explicar pra eles, era uma tentativa de te narrar

Mas você canta quando diz

E seus versos me deixam rindo de ti

Tenho pensado no quanto eu te amo

Quando foi que resolvi te estudar

Compreender seus gestos

Te visionar na minha arte

Encontrando em ti a poesia para um trabalho

Soa seu nome

Quando olho o celular, é você me ligando

Me investigou pra saber onde eu estava

E chegou na minha própria casa antes de mim

Você sabia que era a surpresa que eu queria

Confia no que nós temos um com o outro

Tem liberdades próprias

E eu jamais tiraria essa vida de ti

Que exala tua libertação

Respirando junto comigo

Me dando coragem para todos os meus dias

Leões me perseguem

Querem me assim – presa

Porém eu saio preparado

Dou o bote primeiro

Mas voltarei todos os dias para ti

E ainda assim, somos livres como nunca antes

Cuidando

Curados

Fortes

No embrulho que eu te dei, tinha a chave da minha casa

Você sabe tudo sobre mim

Pode entrar lá a hora que quiser

Me ajude a viver

Aproveite a vida comigo

Vivendo o que te fazer feliz de verdade

Pegando o que você precisar

Fazer mais coisas por nós dois

Um pelo outro

Uns dias antes você me ofereceu a mesma coisa

Me dando a chave da sua casa de família

Que agora é só sua

Tu me pediu ajuda

E eu louco pra resolver a sua vida

Precisei de uns dias pra concluir

Pronto

Sempre farei tudo o que eu posso

Tudo

O cigarro queimando aos poucos

Era um incenso para aquele lar

Entramos numa onda de fumaça de alguns minutos

E fomos parar no futuro

Sempre fomos assim

Livres

Juntos

Pelo mundo todo assim

A gente sempre tem dois lares pra voltar

E tu sempre me encontra

Ou eu que te avisto

Você me ensinou tanto que agora no futuro, posso afirmar

Confesso que no começo eu duvidei

Precisei de uns dias até ir te visitar

Mas encontrei uma certeza que duraria várias vidas encarnadas

Você perdeu a chave?

Amor, então só quando eu voltar de viagem

Ou chame um chaveiro

Escondi dinheiro naquele pote que você tem na última gaveta do banheiro

Doe o que sobrar

Estou voltando com muito mais

Não fume sem mim

Se você assim quiser, claro

Estou há um mês sem fumar

Quero virar fumaça com você

Fogo no ar

Dissipando calores

Você não imagina tudo o que está acontecendo

Mas deu tudo certo.

Abre pra mim? Esqueci a chave lá na nossa casa nova.

Ué amor, a gente vai navegando.

Igor Florim