Andam gritando por aí

Querem saber onde viemos parar

Como se quisessem nos caçar apenas para cairmos na armadilha deles, na tentativa de nos humilhar junto

Andam gritando por aí

Por isso essa noite nós iremos gritar mais alto

Performáticas atrizes cruzando as ruas da cidade

Dizendo em alto e bom som os nossos hinos

Para que fique bem claro: eu não caio neste tipo de armadilha

Se querem permanecer cegos e adormecidos, não irão nos puxar para esse tipo de prisão

Somos livres

Cantando pelas ruas noturnas da cidade

E todas as janelas se abrem para nós

Olhos que lançam lanças

Ainda na expectativa de nos humilhar, agredir, perfurar

Mas sou mais forte e em nome de todas as envergonhadas eu olho bem no fundo desses seus olhos

Dentro das janelas

Expondo suas fendas

Cantando minhas canções

Soando nossa luz

Eu sei que isso tudo te choca

Mas nossa trupe nunca mais se sentirá ameaçada

Ocupamos com arte

Ensinamos muita coisa

Então foram cuidar de suas próprias vidas

Deram paz

Quem não me conhece, talvez pense que sou um artista evasivo

Destes que tira a sua paz

Porém sou um ataque apenas aos que buscam os conflitos, sem conseguir enxergar de outra forma

Para estes que de tão armados só se comunicam com guerras, trarei a frustração

Pois não entro no seu jogo

Perceba que o que tu não tolera na minha liberdade, é exatamente a vida que te falta

E que você sempre recusou para ti

Se acanhando da sua missão

Optando pela comodidade que não move

Então com certeza não estou no seu jogo

Já não penso desta forma

E tenho coisas muito mais importantes pra fazer

Subimos no pico da cidade

Armamos algumas barracas

Longe o bastante umas das outras mas perto o suficiente para nos sentirmos seguros

Somos um time

Embora na nossa barraca somos só nós dois

Ainda não acredito que você vive comigo

A gente viaja juntos

E descobre tanta arte

Estou te escutando, pode falar

Enquanto eu quase durmo

Mas facilmente abro os olhos para ti

E vejo quem realmente tem importado na minha vida

Tu canta músicas que inventa na hora

Me lembra o Igor criança

Foi com ele que eu aprendi tudo isso sobre cantar

Ele é tudo o que eu fui

Aquela confusão toda

Que em você é pura harmonia

Encontramos esse lugar ideal e essa noite é só nossa

Estamos no pico da cidade

Observando tudo

Libertando todos

Ainda lembro do dia em que você envergonhado se reaproximou de mim

Me pediu desculpas

Eu não precisava delas, de ti só guardo coisas boas

Mas sua humildade mais uma vez quebrou as minhas pernas

Eu que retribuo o seu pedido

Por favor, me desculpe por tudo

Tu é muito puro

Não teme pedir perdão

Não se aquieta com a evolução

Você sempre quer evoluir

O que tu elogiou em mim e queria vir me contar nos últimos anos, mas exitou em fazer, é apenas o que eu sempre enxerguei em ti

Sua alma é livre

E poucas coisas são mais belas do que espíritos livres andando por aí

Portanto mesmo que gritem

Mesmo que nos enfrentem no ódio de seus preconceitos

Seremos sempre essa liberdade toda

A brisa que entra nessa cabana

A seriedade com que você me olha

Tu é maduro

E me lembra de muitas coisas que eu sou

Você é essa engrenagem toda

Que me leva pra frente

Que mesmo desaparecida por anos, quando retorna vem em pleno movimento

Progredindo a vida

Aceitando a minha proteção

Ninguém vai te impedir de finalmente concretizar o seu sonho

Não me custa te ajudar

Tu só me faz bem

Somos uma extensão

Quando eu durmo tu acorda

E fica me olhando

Já desisti de pedir para que durmas também

Seu espírito é atento

Quando o dia começar a clarear, iremos seguir viagem

Se eu te contasse tudo de bom que vai acontecer nas nossas vidas, tu não acreditaria

Você é essa dúvida toda

Tão ampla

Um ser diferente do ser que eu sou

E estamos aprendendo

Essa barraca é do tamanho ideal para nós dois

Preenchemos todos os espaços

Estou inflamado por você

Em chamas fortes

Quero te incendiar de mim.

Igor Florim