Continuamos assim – bem longe da cidade

Olhando para o horizonte distante

Mas agora os tempos são outros

Não há muitas pessoas nas cidades

Todas foram para longe

Em seus devidos territórios

Se protegerem uns dos outros

O afastamento urbano surpreendeu o mundo inteiro

Ninguém esperava esse tipo de coisa

Eles sentem que estamos indo além

Descobrindo novos formatos de democracia

Mas te afirmo que ninguém se importa com o outro desde que tu não peça ajuda

É uma política contemporânea

Todos cuidando de suas vidas

São tempos de muitos feitos – todos estão se descobrindo

Quem vem lá?

Você conversou com alguém sobre estarmos aqui?

Eu também não

Essa noite é tão viva que agora começa a chover

Ele está vindo mais rápido

Até que chegou e a árvore do nosso abrigo também o recebeu

Sem nenhuma agressividade

Tempos de paz

Ele se apresentou

Só falou de si

Longos minutos

E quando se calou, era a nossa vez de falar

Tudo bem orquestrado

A conversa era uma música de altos e baixos

O mundo mudou tanto, em tão pouco tempo

Que agora quando olho para a cidade e para a vida, vejo tudo vivo

Sem interferências negativas

Acho que todos entenderam que lutam sozinhos pela sua própria evolução

Mas esquecem que evoluir é também servir, conviver, oferecer, fazer

Porém uma coisa de cada vez

Nunca mais mataram nenhum animal

Comendo outras coisas

Isso já foi um grande feito

Como você teve a ideia de vir pra cá?

Subindo sozinho pela mata…

Saindo tão longe da estrada…

Em outros tempos cairíamos de sono numa hora dessas

Chegaríamos cansados do trabalho e toda vontade de chegar em casa seria ignorada. Não usávamos a paz de finalmente termos as horas de descanso ou produtividade para o seu real sonho e apenas desmaiávamos nas camas

Seguindo para o próximo dia, sempre igual à todos os outros

Mas quando tu chegou, trouxe essa anarquia toda para nós

A certeza de que estamos superando traumas do passado

Carmas humanos que te levaram para longe e você nem percebeu

Repetia os seus repetidos dias

Acho que o mundo é livre agora

Estão correndo atrás dos sonhos que ignoraram durante séculos

Todo o desrespeito que tiveram consigo

Agora é revertido numa era de progresso e revolução

Eu aprendi a não temer a revolução

E por mais difícil que possa parecer

Sempre vou em frente

Às vezes até uma ida ao banheiro durante a noite ou um dia inteiro de trabalho são revoluções duramente consideráveis

Não tema revolucionar

Apenas vá

Faça

Já não vejo o nosso visitante amigo por aqui

Ele se foi

A fumaça que trouxe eram seus sonhos se materializando

No mais gasoso dos sólidos

Ele veio exalar sua própria vida

Que por gerações inteiras se aprisionou em seu peito

Envergonhado de seus sonhos que nunca saíram de lá

Ele é o homem

O homem do planeta terra

Que vive logo ali

Homem que é mulher

Mulher que é tudo isso junto

Eles são essas coisas todas

Homem e mulher

Que alcançaram uma revolução própria

Tecnológicos e unidos

Ele me ensinou com aquela fumaça toda, que o mundo agora é outro

Muitos demoraram para entender, só conseguiam enxergar as coisas ruins

Poucos foram os corajosos que gritaram alto seus sonhos

E viram o mundo realiza-los

Eram deuses e deusas em seu pleno despertar

Clamando desejos

Ecoando concretizações

Livres no mundo

Viajando

Construindo

Doando

Ninguém queria acumular coisa alguma

É bem leve viver agora

Sem aquelas coisas pesadas nos ombros

Fortes dores de cabeça

Tudo passou

Ele realmente se foi, voltou para mata que veio no início da noite

Talvez uma das casas da cidade seja dele

Porém agora o que importa somos nós

Nós dois

Vamos acender uma fogueira

Essa é uma noite de ritual

A lua cheia banha amantes de uma revolução cinematográfica

O mundo conhecendo essas coisas mágicas

Não tenho medo algum de libertar energias

Todas vivas

Dançamos

Nos divertimos

Conversamos com os espíritos da floresta, todos contentes

O mundo é uma festividade de seres elementais

Todos em cortejo no meio das árvores, por entre o fogo

Nos espaços entre a terra e o céu

No caminho das estrelas

Cada um possui sua forma e sua existência

E ainda assim somos todos iguais

Queria dizer que te amo

Mesmo você ficando longe de mim durante todos esses anos e eu fazendo exatamente a mesma coisa – ficar longe de ti

Ainda assim venho dizer que eu te amo

Nosso acampamento aqui no alto, é um encontro bom

Houve um tempo em que eu temia esse tipo de romance

Que faz meu chão cair

Que vem da mata para alertar os meus sentimentos

Que soa através dos seres elementais que vejo nos rituais da floresta, recados fraternos para os jovens amantes

Querem nos ver de mãos dadas

E mesmo assim, individualmente livres por aí

Pois os amores são eternas liberdades encarnadas

Prende-los é como nunca soltar um cavalo selvagem

Inquieto

Limitado

Atrofiando

Quem ama é o oposto

É a liberdade toda

Seus olhos

Respiramos profundo

Essa noite é única

Os dias não se repetem mais

Ainda bem que estamos juntos vivendo esse lado noturno, se não nunca saberíamos

Não quero nunca mais chegar em casa e dormir

Quero ser tudo o que sou, todos os dias

Essa fogueira é um som

Você é a pessoa mais bonita que eu já parei pra ver

Deixa eu te conhecer de verdade

Quando o dia chegar estaremos muito além

O sol vai trazer um novo recomeço

E nós perdemos o medo de revolucionar – portanto iremos para mais longe

Sempre que eu pensava em ti e não te encontrava por perto, meu coração repetia sensações que só vibrei ao seu lado, quando te amava

Aquela cama toda para nós

E hoje essa grama ainda um pouco úmida da chuva

Mas completamente exuberante

Você é lindo

A noite é fresca

Com o orvalho das árvores e a névoa da mata

Tudo isso em nós

Estão prontos para receberem uma explosão energética

Querem que a gente se ame

Viaje juntos

Dentro do outro

Em pleno romance

Os seres da floresta transmutam essa energia toda

E nunca param de dançar

A gente exalando esse som

Eles saltando no meio das árvores

Nos ensinando o bailado

E eternamente convidando os homens e as mulheres para que venham bailar na mata

A floresta é um pedaço onde o planeta aflora

Não fique longe disso

Eu te amo.

Igor Florim