Essa é a praia do meu aguardo

Durante todo esse tempo, foi lá que te esperei

Por vezes fechei os meus olhos

Deitando na areia fresca e respirando profundo na expectativa de algo me nutrir

Mas faltavam algumas coisas

Eram poucos os segundos de conexão

Para em seguida retomar minha visão em vigília, buscando a sua chegada, ansiando pelo seu retorno

A bem da verdade, esse aguardo não era por mim (para o meu preenchimento)

Mas por você

Um sumido no mundo

Perdido de si

Embora diferente de todos. Tu é essa diferença, meu irmão. E não julgo o seu afastamento

Mas gostaria de te ajudar

Sonhei que tu passava fome

E meus sonhos são reais

Realmente voando até os lugares e mundos

Desde criança foi assim

Quando tu ainda vivia ao meu lado e a gente crescendo, aprendendo

Meu irmão

Nessa praia que nascemos, conhecemos um pedaço do novo mundo

Traremos a liberdade para as Américas

Recebendo garrafas com bilhetes internacionais vindo nas ondas

E enviando poesias escritas com nossa própria mão

Todas na lingua mais bela do ocidente

O português

E tu um pouco mais velho sempre me ensinando novas palavras

Acho que o que sempre nos separou foi a idade

Sempre em momentos diferentes de vida

Mas no fundo identifico nossa conexão

Somos irmãos estelares

Vivendo juntos há muito tempo

Escrevendo e usando a comunicação como expressão terrena

E quem sabe numa dessas manhãs você reapareça aqui na praia

Irei sorrir pra você

Te abraçar

Dizer que te amo, já que sempre nos afastamos um do outro pelos mesmos motivos que deveriam nos aproximar

E apenas perguntar se eu posso te ajudar em algo

Talvez eu consiga tornar mais fácil essa sua digna busca por evolução

E fazer algo por ti

Afinal qual o sentido de mover montanhas apenas pela minha própria existência

Nunca perguntei se você estava bem

São as coisas que nos separavam

Talvez a vergonha na nossa interação

Viramos homens

Esquecemos das crianças que nasceram da mesma mãe

E paramos de resgatar essa ancestral energia petiz que habita em nós

Oh meu irmão

Onde está você agora?

Nossa praia ficou tão vazia. Ninguém preenche esse quintal igual eu e você

Eu torço pela sua felicidade

Tu está protegido onde estiver, sei disso

Já que por hora, nada mais consigo fazer

Mas saiba que aqui nessa distância que há entre nós, eu trabalho arduamente, mesmo que tu nunca tenha entendido o meu trabalho

Mas colherei mais frutos muito em breve

E eles serão seus

E dos nossos pais

Pois fome eu não passarei. Então sobrará muito

Espero ser útil

Conte comigo

E suma o quanto quiser meu irmão mas por favor, volte só um pouquinho

Me dê um abraço

Venha me reencontrar como a criança que fomos e que cresceram afastados

Sinto a sua falta

E me preocupo contigo

Mesmo eu sendo o irmão mais novo, cheguei num momento em que eu me vejo como seu pai, avô, qualquer dessas coisas

De forma alguma pela hierarquia evolutiva, como se eu fosse mais

Mas apenas porque é como eu sinto

Um dia entenderei sem nenhum véu esse tipo de coisa

Temos heranças de outras vidas que devemos resgatar agora

Iluminado e florido. É o que os homens das estrelas falaram sobre o nosso caminho

Onde tu estiver, sei que ainda vive, sinto essas coisas

Sempre teremos essa conexão

Volte logo meu irmão

Sinto a sua falta

A areia continua vazia, ampla, vasta

Tudo vago por aqui

Ninguém mais corre nessa praia

Você faz tanta falta

Porém quero que você se encontre

Então, se a sua necessidade for essa, corra para longe meu irmão

Deus cuidará de ti

E todos os dias, todas as horas, mandarei minhas energias pra te ajudar

Meu irmãozinho cósmico

Tu é um mundo inteiro

Acredite em ti

Se ame

E obrigado por escolher evoluir ao meu lado nessa vida, é um privilégio para mim

Tu é luz

Então corra meu irmão

Com toda a sua força, corra

Corra muito

Somos despertos

Evolua, por favor

Eu te amo

E, estou bem. Só falta você por perto de vez em quando

Até lá

Corra

Corra.

Igor Florim