É o teu cheiro que me deixa exposto

E eu na busca de te encontrar perdido em algum canto

Posso ir dormir contigo essa noite?

E tudo o que eu ouço é o seu ânimo confirmando a minha ideia

Te idealizo por inteiro

Talvez o seu sangue também ferva por mim e numa dessas a perdição seja a gente juntos

Parece que eu não te vejo faz tempo

Mas compreendo o seu tempo próprio, é assim que eu sumo também

E tu preparando um jantar pra mim

Juro que não esperava nada

Só imaginei te encontrar no sofá, igual das demais vezes em que toquei sua campainha e você gritou da sala para que eu entrasse

A porta sempre aberta

Isso quer dizer tanta coisa

Isso de nunca se trancar

É o fluxo constante da vida, entra quem foi autorizado e sai quem quer por livre e espontânea ação

O seu cheiro é doce

Seu preguiçoso

Aposto que ficou o dia todo aqui deitado, fumando o seu cigarro, bebendo a sua água sempre gelada

E digo isso compreendendo que você é um furacão quando está agindo

Então merece essas folgas

De vez em quando eu me sinto sem graça quando chego perto de ti

Parece que o tempo nos acanha

Porém chegue mais perto. Eu não mordo

Faz tempo que não abraço ninguém

E contigo eu fico todo arrepiado

Os olhos fechados, essas mãos grossas que visitam o corpo um do outro

Nossas vozes suspirando depois de horas nesse cruzamento

O abraço não tem fim

Foi bem assim que eu te conheci

Num dia em que você me abraçou e eu percebi o quanto necessito do seu abraço

E estou desde então querendo retribuir a energia que você me dá

Porém não há surpresas mais necessárias do que o nosso encontro

Ah que saudades de você

Nós somos tão diferentes

Nossas peles de cores opostas

Um convite ao entrelace

E quando tu me toca eu faço exatamente o mesmo

Quem sabe assim nunca acabe o nosso encanto

O tempo voou. Queimamos o jantar

Mas isso não importa. Foi especial mesmo assim

Você preparou algo pra mim com suas próprias mãos

Entende o quanto isso significa?

Ninguém nunca fez isso por mim. Não desse jeito

É tanta coisa acontecendo entre nós e mesmo assim a gente se respeita tanto. Parece que nada acontece em desordem pois nós somos um equilíbrio puro

A liberdade em pessoas

É o que somos

Ah isso foi um machucado que eu fiz. Me cortei quando limpava a minha casa hoje cedo

Achei tão bonito o meu sangue

Nunca observei isso

Mas é a minha vida

É o que eu sou por dentro

Completamente vivo mesmo que por ventura eu sinta falta da vitalidade

Essa é a prova de tudo

Um líquido vermelho escoando a vida do meu ser

De dentro pra fora

Seu beijo com certeza curou meu machucado

Não há mais dores

Lembrei da nossa primeira noite

Assistimos um filme lindo

Ele falava do mundo e dos amantes

Quem sabe um dia o amor e a liberdade seja como num filme

Fizemos tantas coisas hoje a noite

Mas sempre nos olhando

É uma dança esse flerte

Já falei que adoro quando você não fala nada e apenas se aproxima?

É tão forte esse clima

Me lembra o poder dos espetáculos de teatro, aquele momento em que eu piso no palco e me transfiro da coxia para a cena

A luz queimando o meu rosto

Eu andando para frente, indo ao seu encontro

Quem sabe a gente sapateie numa dessas cenas

Cantando e dançando como um casal da broadway

Porém a bem da verdade, nunca vi ninguém igual a gente

Eu quero oficialmente que você vá me visitar sempre que quiser

Estarei te esperando desde que eu acordar e ao mesmo tempo, não pensarei em ti

Assim nossas vidas seguem o fluxo natural, sem que nada seja atrapalhado

E quando o nosso encontro novamente acontecer, ele apenas acontece e gente cede

Inusitado

Apaixonante

Libertos

Ah… esse filme fala de tanta coisa

É uma velha de peça de teatro

Os atores dominam o palco e a câmera acompanha o movimento

São jovens artistas dominando o mundo

Eu pensei que ninguém fosse se importar comigo igual você se importa

Achei que eu viveria sozinho. Confundi muitas vezes a minha paixão pela liberdade com a aceitação da falta que você me fazia

E então te conheci

Tu me mostrou que eu estava errado

É você quem eu esperava

Te amo

Obrigado pela noite

Vou conquistar o mundo amanhã cedo e você fez parte disso

Estou forte

Sou o seu amante

E isso não acaba. Essa dramaturgia… você novamente vindo em minha direção

A gente que larga todos os afazeres para apenas nos beijar e ficar um pouco agarradinho

Eu estou vivo

Quente como o sangue de dentro de mim

Me morda, me consuma, me arranque em pedaços

Para que no dia seguinte eu me recomponha para ti

Na eterna dança que somos nós dois juntos

O teatro iluminado

Sua casa cheia de músicas e cheiros

O mundo vivo em mim.

Igor Florim